Copyright © 2017 Maria Vilhena

O Blog da
Maria Vilhena

DIY

11/05/2017

Pessoas com daltonismo não conseguem distinguir algumas cores e podem até mesmo ver apenas tons de pastel. Na decoração, pode tornar-se um grande desafio, sobretudo se a pessoa em questão não mora sozinha.

Se sofre deste problema, sabe bem do que lhe falo. Imagino que muitas vezes desista da ideia de decorar a sua casa pela verdadeira dificuldade que existe em conjugar cores, sendo
sempre o branco o mais fácil e seguro para si.

Mas se è daltónico e mora com outra pessoa que vê cores de forma nítida ou pelo contrário, vê e adora cores mas a pessoa com quem mora não consegue distingui-las, o simples desejo de decorar a sua casa bonita e ao seu gosto, torna-se bastante complicado.

Tal como qualquer pessoa, quer uma casa aconchegante para si e para a tua família. Para que isso aconteça é necessário projetar as cores de forma especial, consoante o grau do seu daltonismo.

Um boa opção é a utilização de cores primárias na decoração. Pode optar por pintar todas as paredes de branco e utilizar apontamentos de cor em objetos, como quadros e almofadas coloridas.

A utilização de móveis leves e balcões altos que ajudem a fazer a nítida divisão das áreas é muito importante.

Outra opção é inspirares-se na natureza. A ideia é complicar o menos possível. Pode utilizar móveis de madeira rústica por toda a casa e plantas naturais.

Pode também optar pelo preto e branco ou então combinar uma só cor com o branco. Se combinadas de forma harmoniosa, tornam o espaço muito elegante.

Não tem que morar num espaço totalmente branco e sem graça. Só precisa saber como combinar as cores de forma a que não lhe perturbem e ainda lhe proporcionem um sentimento de aconchego, boas energias, conforto e bem-estar geral.