Copyright © 2017 Maria Vilhena

O Blog da
Maria Vilhena

DIY

13/09/2017

A combinação de padrões pode trazer algumas hesitações na hora de decorar. Riscas com quadrados? Bolinhas e triângulos? Porque não? Não precisa de ter medo de misturar padrões. Basta entender alguns truques essenciais para que o espaço se mantenha harmonioso e elegante.

 

O equilíbrio é a palavra-chave. Muitos padrões podem tornar um espaço caótico e muita repetição pode torná-lo absolutamente monótono e sem graça. Um tecido padronizado é visualmente mais “pesado” do que um liso, mas também cheio de personalidade.

 

Regras básicas ao utilizar padrões:

 

  1. Quando juntar padrões diferentes, repita pelo menos uma das cores.

 

  1. A coordenação de vários padrões exige uma cor de fundo igual para todos, preferencialmente, uma cor neutra.

 

  1. Adicione apontamentos lisos, como almofadas de uma só cor ou mantas com texturas, para que a sobreposição se torne menos intensa.

 

  1. Misture os tamanhos dos próprios padrões.

 

  1. Por norma, os números ímpares funcionam muito bem. Por isso, siga a regra dos três padrões : o primeiro deve ser o maior, o mais ousado, aquele de que gosta mais. O segundo padrão, deve ser diferente e metade do tamanho do primeiro. E o terceiro, vai permitir a união entre os dois primeiros, devendo assim ter os mesmos tons ou então complementar um dos padrões.

 

  1. Padrões mais “fortes” vão dar vida a um espaço. Já os padrões mais simples, têm um efeito tranquilizador. Os de maior dimensão não são apropriados para espaços pequenos, pois podem “apagar” a restante decoração.

 

  1. Peça amostras dos padrões que pretende e teste em casa antes de comprar as peças.

 

  1. Caso queira aplicar padrão na sua mobília, não se esqueça do tamanho da peça em questão. Da mesma forma que um sofá pequeno perde vida com um padrão igualmente pequeno, também uma cadeira de sala de jantar ficaria ficaria desproporcional com um padrão grande.

 

  1. Utilize os padrões numa área específica da divisão que vai decorar. Procure o equilíbrio também nas peças de mobiliário, que não devem ser ofuscadas pelos padrões utilizados.

 

  1. O tapete pode ser um dos padrões mais importantes do espaço e o ponto de partida para a restante decoração. Comece por aí.

 

  1. Um padrão geométrico vai funcionar melhor com um padrão circular do que com um floral. Já o floral, encontrará o equilíbrio perfeito com paisleys ou outros motivos inspirados na natureza.

 

  1. Os padrões florais suavizam a decoração. Já os geométricos, acabam por criar ilusões visuais. Não tenha medo de misturar cores e padrões. Ouse fazê-lo e dê já hoje um toque ousado e especial à sua casa.